Chega a versão paga do antivírus do Windows, vale a pena?

Um dos melhores recursos que vieram com o lançamento do Windows 10 foi o atual Windows Defender , um antivírus totalmente gratuito instalado como padrão no PC que nos permite estar protegidos contra todas as ameaças que assolam a rede. Embora não seja a primeira vez que Microsoft mexeu com antivírus (vamos lembrar do Essentials Segurança desastre), é a primeira vez que consegue oferecer aos usuários um antivírus à altura. E agora, a Microsoft deu um passo adiante, finalmente oferecendo uma solução abrangente para os usuários: Microsoft Defender para Indivíduos . Sim, pago.

A primeira coisa que esta nova solução de segurança nos oferece é um painel centralizado de onde poderemos controlar a segurança de todos os dispositivos que usamos no ambiente familiar. Em outras palavras, poderemos proteger tanto qualquer PC com Windows (obviamente), quanto outros sistemas operacionais, como macos, Android e iOS. O único sistema que ficou de fora desta solução foi Linux.

A versão paga do antivírus do Windows chega

Graças a este novo painel poderemos controlar e proteger todos os dispositivos que utilizamos no ambiente familiar. O ideal é protegê-los com o Windows Defender, mas o painel também está pronto para funcionar com outras soluções de segurança, como Norton or McAfee.

Microsoft Defender para Indivíduos

Uma vez instalado e configurado, o Microsoft Defender verifica constantemente todos os dispositivos em busca de malware para que possamos ter certeza de que temos a melhor proteção possível. Além disso, ele nos notificará quando houver outros problemas de segurança para que possamos resolvê-los o mais rápido possível. Além disso, qualquer alteração na segurança é notificada aos administradores deste antivírus para uso pessoal, para que possam conhecê-la e corrigi-la (se aplicável) o mais rápido possível.

E o preço deste antivírus?

Esta nova solução de segurança é baseada em Microsoft Defender para Endpoint , uma solução de segurança de nível empresarial especializada em centralizar a segurança de grandes redes de computadores em empresas. O que a Microsoft fez foi trazer esse mesmo conceito, adaptado, para todos os tipos de usuários domésticos e famílias. Mas, para usá-lo, teremos que ser inscrito no Microsoft 365 , seja a edição pessoal ou familiar. Portanto, o Microsoft Defender for Individuals torna-se parte da assinatura da Microsoft, juntamente com o Office e onedrives terabyte de armazenamento em nuvem.

Se já pagamos a assinatura da Microsoft, basta acessar o link a seguir e baixar o antivírus em todos os dispositivos que queremos proteger. Os downloads são feitos diretamente das lojas oficiais de aplicativos (Apple's App Store, Android's Play Store, etc.), para que não tenhamos que fazer configurações estranhas no PC.

É possível que no futuro a Microsoft inclua também o Linux dentro dos sistemas protegidos, assim como já faz na versão para empresas. Mas, por enquanto, o sistema gratuito do pinguim está fora desse ecossistema de segurança (embora, para ser sincero, também não precise).