Programas já instalados no Mac: como são removidos

Se você nunca teve um Mac ou teve recentemente e deseja saber exatamente quais são seus programas e aplicativos, você está no posto certo. Neste artigo contaremos tudo sobre os aplicativos Mac, bem como a possibilidade de eliminá-los e a utilidade que podem ter para seu uso.

Programas e ferramentas que já estão instalados

É preciso dizer que os aplicativos que são instalados no Mac, ao contrário do que acontece com alguns dos iPhone or iPad, não pode ser excluído . E embora seja verdade que haja uma série de mecanismos que o podem permitir, estes não são oficiais e além de serem mais difíceis do que de costume, podem colocar em risco o funcionamento do Mac.

Dito isso, podemos encontrar “aplicativos” que não são realmente tais, como é o caso da App Store como uma loja de aplicativos ou Preferências do Sistema onde alterar as configurações do computador. Os aplicativos que, como tais, estão instalados no Mac, podemos dividi-los em duas partes, como faremos a seguir.

Os que também estão em iOS e iPadOS

Estas são as aplicações consideradas multi plataforma porque eles também estão disponíveis no iPhone e no iPad. Na verdade, sua sincronização com esses dispositivos é muito boa através do iCloud.

  • Atalhos: disponível no macOS Monterey e posterior, este aplicativo permite que você programe uma série de comandos para executar com um único clique.
  • Mercado de ações - Aplicativo oficial da Apple para controlar as ações de empresas de capital aberto.
  • Pesquisa: ferramenta que permite localizar em um ponto exato os dispositivos Apple, bem como os amigos que você adicionou e que têm esta opção ativa. Ele também permite que você bloqueie dispositivos perdidos ou roubados.
  • Calculadora: pouca explicação requer este aplicativo, focado em fazer cálculos simples a partir do computador rapidamente.
  • Calendário: O gerenciador de calendário nativo da Apple, no qual você pode adicionar todos os eventos e compromissos em sua agenda, e você pode receber notificações personalizadas.
  • Home - o epicentro dos acessórios conectados ao HomeKit, onde eles podem não apenas ser ligados, mas também adicionados, configurados e removidos.
  • Contactos: o que antigamente seria uma lista telefônica, podendo adicionar e-mails, sites, aniversários e outras informações de seus contatos.
  • Facetime: Aplicativo por meio do qual a Apple permite videochamadas para outros usuários que possuam um Apple ID (também para Android e Windows do macOS 12).

  • Localizador: embora não seja um aplicativo propriamente dito, mas sim o gerenciador de pastas do Mac, entre suas funções tem que gerenciar dispositivos como iPhone, iPad e iPod que estão conectados via cabo (macOS 10.15 e posterior).
  • fotos: local onde ficam armazenadas todas as suas fotos e vídeos, podendo também acessar os álbuns compartilhados e aqueles que estão sincronizados com o iCloud.
  • GarageBand: um interessante editor de áudio da Apple que permite gravar podcasts simples para criar temas musicais com instrumentos digitais.
  • Livros: acesso a todos os livros digitais adquiridos na loja da Apple.
  • mail: o aplicativo de e-mail nativo da empresa no qual você pode gerenciar tudo relacionado aos seus e-mails (revisar, ler, enviar, receber ...).
  • Mapas: também conhecido como Apple Maps, é o sistema de mapas da empresa no qual, além de consultar as direções, é possível ver avaliações de estabelecimentos públicos e até fazer tours virtuais por cidades.
  • mensagens: neste aplicativo você pode sincronizar todas as mensagens recebidas no iPhone e também aquelas do serviço iMessage da Apple.
  • Música: o serviço de streaming de música da Apple Music está hospedado aqui, além de poder atuar como reprodutor dos formatos de áudio dos arquivos que estão no Mac.
  • notas: O gerenciador de notas da Apple que tem uma interface cada vez mais completa para escrever todos os tipos de coisas. De uma lista de compras ou trabalhos de casa a notas de escola ou trabalho.
  • Notas de voz: oferece uma interface simples e eficaz para fazer anotações com o microfone do Mac ou com qualquer outro externo que esteja conectado.
  • Photo Booth: aplicativo que, apesar de não estar no iPhone, é no iPad e no Mac. Basicamente, ele serve para encontrar um aplicativo de câmera para o computador e pode adicionar efeitos divertidos.
  • Podcast: o Aplicativo oficial do Apple Podcast no macOS para encontrar e ouvir praticamente todos os milhares de programas de podcast do mundo.
  • Lembretes: apesar de sua simplicidade, é um dos gerenciadores de tarefas e lembretes favoritos do público devido à sua boa sincronização entre o Mac e outros dispositivos.
  • Safari: a web browser desenvolvido pela Apple há anos e que garante uma das melhores experiências de navegação no Mac, além de ser o mais rápido e seguro.
  • Siri: embora não tenha um aplicativo propriamente dito, mas sim uma interface alojada em um pequeno pop-up, o assistente iteligente da Apple também oferece funções em computadores para realizar tarefas ou consultar dados.

Programas exclusivos para Mac

Além do acima exposto, os Macs também possuem uma série de aplicativos e programas integrados totalmente exclusivos para eles. Ou seja, eles não estão no iPhone ou iPad, ou pelo menos não dessa forma. Em casos como QuickTime, encontramos versões para Windows, mas não é exatamente o mesmo.

  • Assistente BootCamp: assistente pelo qual você tem permissão para instalar o Windows em uma partição do disco Mac.
  • Automator: it é o “irmão mais velho” dos Shortcuts, sendo uma aplicação complexa com a qual pode criar uma série de automações no Mac que normalmente requerem determinados conhecimentos.
  • Captura de imagem: aplicativo usado para atuar como um monitor quando uma câmera externa é conectada ao computador.
  • Catálogo de fontes: todos os estilos de fonte e fontes instaladas no Mac estão resumidos aqui, e também é essencial remover qualquer um deles ou adicionar um novo.

bootcamp

  • Dicionário: configurável em vários idiomas, este aplicativo permite que você saiba o significado de todos os tipos de palavras.
  • Notas adesivas: em o mais puro estilo post-it, este aplicativo permite que você crie anotações rápidas que estão sempre visíveis na tela onde quer que sejam colocadas.
  • QuickTime Player: um dispositivo multiuso para o Mac, já que serve tanto como reprodutor de conteúdo multimídia (áudio ou vídeo) quanto para gravar áudio ou fazer uma gravação da tela do computador.
  • TextEdit: um editor de texto simples e direto que pode ser o equivalente ao clássico bloco de notas do Windows.
  • Máquina do tempo: aplicação encarregada de gerir todos os backups efectuados no Mac com um disco externo ligado, permitindo até recuperar ficheiros alojados numa pasta num determinado momento anterior.
  • Antevisão: é o visualizador de imagens da Apple que, apesar de não possuir ferramentas muito poderosas, permite até edições rápidas como desenhar para apontar para algo ou recortar uma imagem.
  • Outros utilitários: uma série de elementos Mac que são usados ​​para configurar certos parâmetros que são um pouco mais técnicos do que os mencionados anteriormente.
    • Assistente de migração
    • Screenshot
    • Configurações de áudio MIDI
    • cônsul
    • Editor de scripts
    • Grapher
    • informações do sistema
    • Compartilhamento de arquivos por Bluetooth
    • Medidor digital de cores
    • monitor de atividade
    • terminal
    • Utilitário AirPort
    • Utilitário ColorSync
    • Utilitário de disco
    • Utilitário VoiceOver

Outros aplicativos da Apple que não vêm com o seu Mac

Paradoxalmente, o Apple aplicativos que podem ser removidos do Mac são aqueles que não estão precisamente instalados. E é que a Apple tem outros aplicativos para Mac, mas eles não vêm de fábrica nesses computadores e ainda podem ser baixados da App Store. Para excluí-los, basta arrastar o ícone da pasta Aplicativos para a lixeira.

  • Configurador 2 da Apple: app focado no ensino permitindo a integração de iPads e iPhones na sala de aula com mais facilidade. Também é válido para empresas.
  • Desenvolvedor Apple: aplicativo voltado para desenvolvedores de aplicativos para os sistemas operacionais da empresa. Tem novidades, conselhos, guias e outros elementos úteis para este tipo de profissionais.
  • Apple Remote Desktop: ferramenta através da qual você pode gerenciar vários Macs conectados a uma rede em tempo real.
  • Sala de aula: outro aplicativo voltado para professores e que permite sincronizar vários Macs com os quais o professor tem total controle sobre eles e pode ministrar suas aulas com mais facilidade.
  • Compressor: aplicativo que sincroniza com o aplicativo de edição Final Cut para fornecer maior flexibilidade para conversões de vídeo.
  • Final Cut Pro: o aplicativo de edição de vídeo por excelência no Mac que possui todos os tipos de ferramentas poderosas voltadas para o uso mais profissional.
  • iMovie: um editor de vídeo totalmente gratuito que, apesar de não ser tão poderoso quanto o Final Cut Pro, pode atender a grande maioria do público na edição de seus vídeos. Por ser multiplataforma também pode ser usado no iPhone e no iPad.

iMovie

  • Keynote: Aplicação homóloga do Microsoft PowerPoint da Apple que se concentra na criação de apresentações de qualquer escopo. Também está disponível para iPhone e iPad.
  • Logic Pro: um dos aplicativos mais populares da indústria musical por ser um dos mais poderosos na publicação de música.
  • Páginas: o mais completo editor de texto que a Apple possui e que também funciona no iPhone e no iPad.
  • Swift Playgrounds: um aplicativo também voltado para desenvolvedores e que auxilia principalmente os jovens iniciantes, ensinando de uma forma muito agradável e divertida.
  • Transportador: aplicativo que permite que você carregue conteúdo rapidamente para a Apple para enviar facilmente aplicativos, músicas, filmes, livros e muito mais por meio dos serviços da empresa.
  • Servidor macOS: ferramenta que ajuda a configurar e monitorar Macs, iPhone, iPad e Apple TV, bem como outros que estejam conectados à rede.
  • Palco principal: app focado em performances musicais ao vivo, podendo controlar todo o hardware e com ótima afinação com o app Logic Pro.
  • Movimento: outra das ferramentas complementares com Final Cut e que permite criar animações gráficas em 2 ou 3 dimensões.
  • Números: gerenciador de planilhas também disponível no iPhone e iPad. Seria o Microsoft Excel da Apple e, embora seja menos completo do que isso, tem ferramentas igualmente poderosas.
  • Xcode: o ABC dos programadores de Mac, já que é a ferramenta usada para compilar código para aplicativos.