Sistemas operacionais de servidor NAS: recursos e compatibilidade

Atualmente temos à nossa disposição um grande número de servidores NAS de diferentes fabricantes, além disso, também temos a possibilidade de montar nós próprios um servidor NAS completo se utilizarmos sistemas operacionais orientados para esta tarefa. Embora todos os sistemas operacionais para servidores NAS sejam baseados em Linux ou FreeBSD, a principal característica de todos eles é que por padrão possuem uma grande quantidade de softwares para atuar como servidor, além disso, possuem uma interface de usuário bastante gráfica via web. intuitivo, portanto sua configuração não é muito complicada. Hoje, neste artigo, vamos falar sobre os sistemas operacionais NAS de todos os fabricantes e também sobre os sistemas operacionais para qualquer hardware que tenhamos.

Devido ao fato de termos vários sistemas operacionais para servidores NAS de fabricantes, que geralmente não podem ser usados ​​em nenhum hardware que possuímos, e também temos sistemas operacionais focados em poder instalá-lo em qualquer hardware, dividimos este relatório em duas partes bem diferenciadas. Na primeira parte falaremos sobre todos os sistemas operacionais para NAS de fabricantes como QNAP, Synology e ASUSTOR, na segunda parte falaremos sobre os sistemas operacionais que qualquer um de nós pode instalar independentemente do hardware que usamos e que fazemos não dependem dos grandes fabricantes.

Sistemas operacionais de servidor NAS

Sistemas operacionais NAS dos fabricantes

Esses sistemas operacionais são aqueles que os diferentes fabricantes incorporam em seus servidores NAS já adquiridos. Muitos desses servidores NAS vêm com hardware específico e só permitem a possibilidade de expansão em RAM memória e através de portas PCIe. Dependendo do modelo de servidor NAS que escolhermos, teremos mais ou menos possibilidades de expansão, por isso devemos levar isso em consideração antes de comprar um servidor NAS. Atualmente, existem três grandes fabricantes de servidores NAS, QNAP, Synology e ASUSTOR são os três maiores e com suporte contínuo para seu sistema operacional.

QNAP QTS

O sistema operacional QTS 5.0 é um dos mais avançados que podemos encontrar entre os grandes fabricantes. Este sistema operacional se concentra tanto na segurança de dados para proteger nossos arquivos, como na segurança das comunicações e acesso ao servidor NAS de fora. Esta nova versão do sistema operacional QNAP possui um kernel Linux 5.10 com todas as melhorias em segurança, estabilidade e também na velocidade de transferência de arquivos pela rede local e pela Internet. QTS, graças ao software QVPN3, nos permitirá configurar diferentes tipos de VPN servidores, entre os quais o popular WireGuard se destaca, um dos protocolos VPN mais rápidos e seguros que podemos usar atualmente. Outros recursos muito importantes são os SSD aceleração de cache através de NVMe, neste caso foi melhorada a compatibilidade com diferentes unidades SSD, bem como sua eficiência, bem como a possibilidade de estender a vida útil das unidades SSD. A QNAP tem trabalhado muito para tornar a nova versão de seu sistema operacional muito rápida e fluida, além disso, a interface gráfica do usuário é muito amigável, então a experiência do usuário será ótima.

Este sistema operacional usa o sistema de arquivos EXT4, é claro, também podemos criar diferentes tipos de RAID (pools de armazenamento) e configurar os volumes em thick, thin e estático. O QTS nos permitirá criptografar os volumes criados com uma senha, para criptografar todo o seu conteúdo e ter segurança adicional. O sistema operacional nos permitirá criar pools de armazenamento com discos rígidos e também com SSD, além disso, teremos à nossa disposição Qtier para armazenamento em camadas, e também a possibilidade de usar o cache SSD na leitura e escrita.

Relativamente aos serviços incorporados por defeito, temos um servidor Samba, NFS, WebDAV, Telnet, SSH, SNMP, servidor multimédia DLNA, servidor web, LDAP, RADIUS, TFTP, NTP, uma base de dados com MariaDB e muitos outros serviços. que podemos instalar por meio da loja de aplicativos do App Center. Graças a esta loja de aplicativos poderemos virtualizar sistemas operacionais completos com Virtualization Station, configurar Docker com Container Station, baixar o servidor FTP avançado com QuFTP Service, configurar servidores VPN graças ao QVPN e muitas outras ferramentas relacionadas a backups.

QTS é um dos sistemas operativos mais completos e no qual podemos instalar uma grande quantidade de software adicional, de forma a satisfazer as necessidades dos utilizadores.

Herói QuTS da QNAP

O fabricante QNAP possui um sistema operacional muito semelhante ao QTS chamado QuTS hero, a base do sistema operacional e todos os aplicativos são exatamente os mesmos, neste aspecto nada mudou. A única diferença que temos é que o sistema operacional QuTS hero usa o sistema de arquivos ZFS com tudo o que isso implica. O resto das opções de configuração, software App Center compatível e assim por diante, funcionam exatamente da mesma forma que no QTS 5.0.

O sistema de arquivos ZFS é muito mais avançado que o popular EXT4, graças a este novo sistema de arquivos, podemos ter compressão em tempo real para economizar espaço de armazenamento, também temos desduplicação em tempo real para economizar muito espaço em disco, embora esta funcionalidade ele consome uma grande quantidade de RAM. Outra característica muito importante do ZFS é a incorporação de instantâneos ou instantâneos quase ilimitados, ou seja, poderemos fazer até 65535 instantâneos com este sistema de arquivos.

No sistema operacional nos permitirá criar um conjunto de armazenamento com os diferentes discos rígidos que instalarmos, quando nos disser para criar um RAID 0 estará na verdade criando uma “Stripe” de ZFS, com funcionalidades semelhantes, no caso de selecionar um RAID 1 significa que teremos um «espelho». A mesma coisa acontece com o RAID 5 (que é um RAID-Z1) e um RAID 6 (que é um RAID-Z2), o fabricante QNAP quis manter a nomenclatura usual para que os usuários não cometam erros. No caso dos volumes, a QNAP os chamou de “Pastas compartilhadas”, que na verdade são conjuntos de dados dentro de um Vdev, como sempre acontece com o ZFS. Nesses Dataset podemos configurar criptografia de dados, cotas e muitas outras opções avançadas.

Por fim, um detalhe muito importante é que o sistema operacional QuTS hero requer RAM do tipo ECC (com correção de erros), portanto, todos os servidores NAS que suportam este tipo de RAM poderão rodar o QuTS hero sem problemas. Os modelos QNAP que possuem memórias ECC poderão optar por instalar o sistema operacional QTS (com EXT4) ou o herói QuTS (com ZFS), já que as funcionalidades são as mesmas em ambos os sistemas operacionais.

Synology DSM

O sistema operacional DSM da Synology é um dos mais valorizados pelos usuários, possui uma interface gráfica muito amigável, é rápido, eficiente e possui um grande número de aplicações bem feitas, além disso, possui compatibilidade com todos os protocolos de rede e com um grande número de serviços de armazenamento em nuvem. Graças a Synology DSM poderemos centralizar todo o conteúdo multimídia de fotos, vídeos e músicas, e desfrutá-los localmente ou da Internet graças aos aplicativos que temos disponíveis. Também podemos utilizar um gerenciamento de arquivos muito avançado graças ao File Station, além disso, contamos com ferramentas específicas para trabalhar em conjunto com outros membros da empresa de forma colaborativa.

O sistema operacional DSM da Synology suporta tanto o sistema de arquivos EXT4 quanto o Btrfs, ele tem a capacidade de configurar instantâneos de software para proteger os dados contra ataques de ransomware. Também devemos ter em mente que ele suporta diferentes tipos de RAID, incluindo seu próprio RAID para fazer melhor uso dos discos rígidos quando sua capacidade não é a mesma.

Outro aspecto muito positivo do DSM é a virtualização de sistemas operacionais inteiros ou o uso do Docker para virtualização leve. O software que gerencia os contêineres Docker é muito rápido, intuitivo e eficiente, ideal para levantar e implantar contêineres rapidamente.

Outra característica muito marcante da Synology é a quantidade de pacotes disponíveis em sua loja de aplicativos, contamos com dezenas de ferramentas criadas pela própria marca, mas também de desenvolvedores terceiros. O fabricante Synology com seu sistema operacional DSM 7.0 deu um salto em termos de nuvem privada, e está focando em fornecer uma solução híbrida (nuvem privada e pública) com serviço próprio. Alguns usuários acharão positivo e outros usuários acharão negativo porque desejam escapar das nuvens públicas.

Algo que gostaríamos de destacar sobre a Synology é o bom funcionamento de seu sistema operacional e de seu software, tem pouquíssimas avarias, poucas falhas de segurança, e se aparecem, corrigem-nas muito rapidamente, levando a segurança de seus usuários acima de qualquer coisa.

ADM ASSUSTADOR

O fabricante ASUSTOR possui um sistema operacional muito bom, o fabricante foca muito em lançar atualizações contínuas, tanto do software que podemos instalar através do App Central, quanto do próprio sistema operacional para corrigir bugs e falhas de segurança CVE encontradas no kernel próprio ou ferramentas típicas instaladas. O ADM mais recente é a versão do ADM 4.0 que está em beta e será lançado em breve. Este novo sistema operacional possui um modo escuro que proporciona uma estética muito boa, além disso, é muito rápido porque é altamente otimizado, um aspecto notável é que podemos configurar temas personalizados e também podemos configurar uma página de login personalizável.

ADM 4.0 tem a última atualização OpenSSL, a fim de fornecer a melhor segurança possível via Samba, FTP ou usando Rsync e servidores web. Graças a essas atualizações da biblioteca por excelência, teremos melhor desempenho, compatibilidade e segurança nas comunicações. O servidor Samba também foi atualizado, melhorando o desempenho e a compatibilidade com o Time Machine, tornando os backups muito rápidos. No caso de você estar interessado em configurar um servidor web em seu NAS, graças ao aplicativo Web Center podemos fazê-lo muito facilmente, e podemos escolher entre Apache2 ou Nginx para configurar nosso servidor web com opções de configuração avançada.

O sistema de arquivos usado pelo ADM 4.0 é EXT4, mas você também pode usar o popular sistema de arquivos Btrfs, que incorpora muitas melhorias em relação à integridade dos dados. A versão mais recente do ADM foi atualizada para a versão 5.4 do Kernel e melhora o desempenho e a estabilidade de todo o sistema. Este novo kernel permite limpeza de dados segura e eficiente e autocorreção de arquivos e garante que os instantâneos sejam salvos de forma correta e confiável.

Se algo caracteriza o sistema operacional da ASUSTOR, é a incorporação de dezenas de aplicativos que podemos instalar com facilidade e rapidez, além disso, poderemos integrar soluções altamente avançadas como videovigilância, virtualização e muito mais.

Sistemas operacionais para qualquer hardware

Esses sistemas operacionais podem ser baixados de diferentes sites oficiais, são sistemas operacionais baseados em FreeBSD ou Linux, mas especificamente focados em atuar como um servidor NAS. Eles incorporam por padrão a possibilidade de configurar um RAID ou ZRAID, também possuem uma grande quantidade de software instalado para que em poucos minutos o tenhamos funcionando. A principal característica destes sistemas operacionais é que podemos utilizá-los em qualquer hardware, devemos também indicar que a maioria deles são totalmente gratuitos, embora existam alguns que são pagos.

NÚCLEO DE TROVÕES

O sistema operacional TrueNAS CORE é um dos mais usados ​​há anos, se este nome não soa familiar para você é porque se chamava FreeNAS, mas a empresa que comprou o projeto o renomeou depois de vários anos sob o nome antigo. Este sistema operacional pode ser instalado em qualquer máquina x64, o sistema operacional base é o FreeBSD em suas diferentes versões, entretanto, a equipe de desenvolvimento sempre usa a última versão do FreeBSD Stable disponível como base. TrueNAS CORE tem ótimo suporte para placas-mãe, placas de rede, controladores RAID e muito mais.

A principal característica deste sistema operacional é que ele incorpora o sistema de arquivos ZFS (OpenZFS), com tudo o que isso implica para proteger a integridade dos dados contidos nos discos. Este sistema de arquivos nos permite ter compressão em tempo real com diferentes algoritmos, configurar desduplicação (consome muita RAM), também podemos configurar milhares de instantâneos (até 65535) e tem a possibilidade de criptografar os conjuntos de dados (volumes de dados) com AES-XTS entre muitas outras funções avançadas. Claro, podemos configurar diferentes níveis de RAID-Z para proteger nossos dados e / ou para aumentar o desempenho na leitura e escrita, também permite configurar drives SSD para aceleração de cache por SSD, ideal para ter um desempenho sequencial e aleatório muito alto.

TrueNAS CORE tem muitos serviços por padrão, embora também tenhamos a possibilidade de instalar software adicional de forma fácil e rápida. Alguns dos serviços instalados por padrão são Active Directory, LDAP, NIS, Kerberos, AFP, iSCSI, NFS, WebDAV, Samba, servidor FTP / FTPES, Dinâmico DNS cliente, cliente e servidor OpenVPN, Rsync e ainda tem suporte para S3 para criar uma nuvem híbrida. O mais notável do TrueNAS CORE é que podemos instalar Plugins para instalar software adicional de forma fácil e rápida, além disso, teremos a possibilidade de usar Jails que estão isolados do sistema operacional principal, também tem a possibilidade de configurar máquinas virtuais de qualquer sistema operacional e muito mais.

A empresa IxSystems que está por trás do projeto TrueNAS CORE o atualiza continuamente, então teremos suporte total para este sistema operacional. Não teremos apenas correções de bugs no sistema, mas também atualizações para o sistema operacional base que é o FreeBSD. A interface gráfica do usuário é muito rápida e muito intuitiva, por isso podemos configurar nosso servidor de forma avançada sem ter que executar um único comando.

Escala de trovão

Enquanto TrueNAS CORE é baseado no FreeBSD e herda tudo do FreeNAS, este sistema operacional da mesma empresa iXsystems é baseado no Debian Linux em suas últimas versões, incluindo a última versão do kernel Linux. Este novo sistema operacional baseado em Debian é compatível com o OpenZFS, portanto, poderemos continuar usando o sistema de arquivos ZFS para fornecer o máximo de integridade de dados possível, além disso, devemos lembrar que o OpenZFS está em uma versão estável e é perfeitamente compatível com sistemas baseados em Linux, como este TrueNAS SCALE. Graças ao fato de a base do sistema operacional ser o Debian, teremos à nossa disposição a possibilidade de configurar contêineres Linux, máquinas virtuais baseadas em KVM e podemos até fazer uso de contêineres Kubernetes e Docker de forma muito fácil e rápida.

Este novo sistema operacional tem a mesma interface gráfica de usuário do TrueNAS CORE, mas baseado no Debian Linux com todas as tecnologias de virtualização atuais, a fim de apertar ainda mais o hardware do servidor NAS. Um ponto muito importante em qualquer NAS empresarial é o suporte ao sistema de arquivos ZFS, além disso, temos todas as medidas de segurança, uma gestão VPN muito avançada e também todos os serviços necessários para aproveitar ao máximo este sistema operacional, como o Samba servidores FTP / FTPES, SSH, SFTP, NFS e muito mais que temos disponíveis neste sistema operacional.

Atualmente esta versão do TrueNAS SCALE está em beta, portanto não é recomendado colocá-lo em produção nas empresas, mas seria uma boa ideia instalá-lo em um ambiente de teste e verificar sua estabilidade e funcionamento.

UnRAID

O UnRAID é um sistema operacional que tem causado uma impressão muito boa nos últimos meses. Este sistema operativo está desenhado para proporcionar o melhor rendimento do hardware de que dispomos, além disso, não só é capaz de realizar funções de servidor NAS com um grande número de opções de configuração ao nível de RAID e serviços (servidores Samba, FTP / FTPES , SFTP, NFS e muito mais), mas também é capaz de atuar como um servidor de aplicativos e podemos até realizar a virtualização de outros sistemas operacionais dentro do próprio sistema operacional UnRAID.

Este sistema operacional pode ser instalado em um dispositivo USB e totalmente carregado na RAM. O UnRAID é baseado no kernel Linux mais recente que suporta muitos novos hardwares, o UnRAID é capaz de funcionar em qualquer sistema de 64 bits com arquitetura x86 e o ​​consumo de memória RAM é mínimo. Todos os dados sobre a configuração do sistema operacional são salvos na memória FLASH USB e carregados em tempo real no sistema operacional que está na memória RAM.

Um dos pontos fortes do UnRAID é sua interface gráfica de usuário, esta interface gráfica é muito rápida e intuitiva, possui opções básicas para usuários menos avançados, mas também possui um menu completo de configuração avançada para ajustar ao último parâmetro que desejamos. Este sistema operacional permite-nos configurar diferentes funções para que se adapte perfeitamente a nós.

Este sistema operacional nos permitirá ter um servidor de aplicativos completo, e podemos rodar qualquer Linux ou Windows Aplicativo x86 para ter ainda mais opções e possibilidades, esses aplicativos são colocados em um ambiente totalmente isolado para evitar qualquer conflito com outros aplicativos ou com o próprio sistema operacional de base. A interface gráfica do usuário nos permitirá configurar os aplicativos por meio da interface gráfica do usuário.

Outra característica muito importante do NAS é a virtualização, o UnRAID nos permitirá realizar a virtualização total dos sistemas operacionais, esses SO virtualizados ficarão isolados e poderemos fornecê-los com o CPU, RAM, disco e mais recursos que queremos, pois é muito configurável. Também devemos ter em mente que temos a virtualização de contêineres através do Docker, para que possamos ter dezenas de aplicativos em nosso servidor NAS.

Algo que nos chamou especialmente a atenção e que é muito importante tanto para começar no UnRAID como para continuar a usá-lo, são os tutoriais que estão disponíveis em inglês no site oficial do projeto, além disso, também temos diversos fóruns em diferentes idiomas onde os usuários UnRAID e seus desenvolvedores publicam algumas informações realmente interessantes. Se você quiser experimentar o UnRAID, nossa recomendação é que primeiro visite esses fóruns e também a documentação oficial. Ao contrário de outros sistemas operacionais orientados para servidores NAS, o UnRAID não é gratuito, temos uma versão “Basic” que custa 59 dólares e que nos permite ter até 6 discos rígidos ou SSDs conectados, a versão “Plus” custa 89 dólares e permitiremos que você tenha até 12 discos rígidos / SSDs conectados, finalmente temos a versão “Pro” por US $ 129 com drives ilimitados.

XigmaNAS

O XigmaNAS era anteriormente denominado NAS4Free e era um fork do popular projeto FreeNAS que tem sido usado em ambientes domésticos e profissionais por tantos anos. Este sistema operacional é uma distribuição voltada especificamente para servidores NAS e é baseado no sistema operacional FreeBSD. Este sistema operacional pode ser instalado em qualquer plataforma de hardware para compartilhar arquivos e dados em uma rede local, o consumo de recursos é realmente muito baixo, embora logicamente dependa do uso que você vai dar ao NAS, você vai precisar de um maior quantidade de RAM e potência do processador, mas em princípio, com o uso normal ou avançado, é raro precisar de mais de 8 GB ou 16 GB de RAM, a menos que você use a desduplicação do ZFS ou a virtualização do sistema operacional com a ferramenta integrada.

Este sistema operacional tem compatibilidade com o sistema de arquivos ZFS, também podemos criar diferentes níveis de RAID com o sistema de arquivos UFS, além disso, temos a possibilidade de criptografar os dados nos discos, portanto teremos segurança adicional se alguém acessar fisicamente ao nosso servidor NAS. Relativamente às opções de configuração e serviços disponíveis, temos ao nível da rede a possibilidade de fazer Link Aggregation, configurando VLANs e Bridges, podemos também configurar Jumbo Frames, diferentes interfaces de rede, configurar um avançado firewall e também o proxy. Em relação ao gerenciamento de usuários e grupos, temos as mesmas opções de configuração de sempre, mas neste caso temos grupos que são criados especificamente para SSH, FTP e muito mais. Em relação aos serviços integrados, temos um servidor web com HTTP e HTTPS, servidor FTP / FTPES, servidor SSH e SFTP, também temos NFS, cliente BitTorrent (Transmissão), servidor de mídia DLNA com Fuppes e MiniDLNA, e muitos outros serviços que vêm por padrão como Rsync, AFP, suporte iSCSI, HAST, CARP e muito mais.

Este sistema operacional permite a criação de “jaulas” para instalar software adicional de forma fácil, rápida e isolada das ferramentas padrão do sistema operacional. Ele também possui virtualização para sistemas operacionais completos por meio da ferramenta integrada.

Embora possa parecer que a interface gráfica do usuário é muito antiga e hostil, a verdade é que o projeto é atualizado com bastante regularidade, embora a última atualização tenha sido em junho de 2021, então, possivelmente, eles estão totalmente envolvidos no XigmaNAS usando o FreeBSD 13 sistema operacional como base, já que o sistema operacional atual é baseado no FreeBSD 12.

Utilizamos o XigmaNAS desde o lançamento do NAS4Free, ou seja, há mais de 7 anos utilizamos este sistema operacional como o NAS principal, embora recentemente tenhamos mudado diretamente para o QNAP por diversos motivos: interface gráfica antiga, instalação de adicionais software é um tanto complicado e demorado, e também não oferece suporte à virtualização de contêiner com Docker.

OpenMediaVault

OpenMediaVault é um sistema operacional baseado em Debian que executa as funções de um servidor NAS, este sistema suporta uma grande quantidade de hardware, tanto de armazenamento quanto de rede. Graças ao OpenMediaVault poderemos criar RAID de forma fácil e rápida, sem a necessidade de executar nenhum comando. A interface gráfica do usuário é bastante intuitiva com dezenas de opções de configuração avançada, além disso, contamos com um grande número de plugins para aumentar suas funcionalidades padrão de forma fácil e rápida, sem a necessidade de instalar manualmente todo o software, porém, por ser baseado em Debian nós pode instalar qualquer software compatível com o Debian, o que abre um grande mundo de possibilidades, incluindo a possibilidade de instalar o Docker para virtualização leve.

Possui todos os serviços típicos para compartilhar arquivos em rede local como servidor Samba / CIFS, servidor FTP e FTPES, SFTP, servidor de mídia DLNA, Rsync, cliente BitTorrent integrado, suporte para Link Aggregation, Jumbo Frames e IPv6, bem como notificações por email para nos informar o que está acontecendo no servidor.

Se você atualmente é um usuário do sistema operacional Debian, OpenMediaVault ainda é uma interface gráfica de usuário realmente completa para gerenciar todos os serviços de armazenamento e rede do servidor NAS. Este sistema operacional é totalmente gratuito, e tem uma atualização contínua e suporte de muitas pessoas, ontem foi a última atualização com a versão 5.6 deste sistema operacional e seu funcionamento é muito estável.

QuTScloud

O fabricante QNAP possui o sistema operacional QuTScloud, para instalá-lo em qualquer servidor VPS que alugarmos e até mesmo nas máquinas virtuais que estiverem em Microsoft Azure, Google ou Amazon. Este sistema operacional ainda é o mesmo QTS antigo, mas modificado para ser compatível com uma grande quantidade de hardware tanto no nível do processador quanto no nível de armazenamento. Se você comprou um servidor, como um HP ProLiant Gen 8 ou similar, e deseja ter o sistema operacional QTS da QNAP instalado com todas as suas funções, como atualização automática, um grande número de aplicativos graças ao App Center, software de cópia avançado segurança e gerenciamento de armazenamento avançado, QuTSCloud pode ser o que você está procurando.

QTS e QuTS hero da QNAP são totalmente gratuitos, pois compramos um servidor NAS do fabricante, no entanto, este sistema operacional é pago e teremos que comprar uma assinatura dependendo do hardware que temos. Ao contrário do UnRAID que o pagamento era baseado no armazenamento, com QuTScloud o pagamento é baseado nos núcleos de CPU que vamos usar, especificamente os preços anuais são os seguintes:

Se nosso servidor tem um total de 4 núcleos, logicamente devemos adquirir a versão de 4 núcleos e não uma superior porque não vamos tirar proveito disso. No caso de comprar uma assinatura inferior, não tiraremos o máximo proveito de nosso hardware de servidor, portanto, é absolutamente necessário que você adapte a licença QuTScloud ao número de núcleos ou núcleos que o processador do seu servidor possui.

XPEnologia

XPEnology é um bootloader de código aberto que nos permite instalar o sistema operacional DSM da Synology em qualquer hardware, como se fosse um servidor NAS do fabricante da Synology. Muitos usuários que amam o sistema operacional DSM da Synology agora poderão tê-lo em qualquer computador ou servidor dedicado às funções NAS, sem a necessidade de comprar um dispositivo do próprio fabricante. O XPEnology é realmente um script de bootstrap que nos permitirá executar o DSM em qualquer hardware, geralmente em um hardware mais poderoso do que um Synology semelhante, que geralmente é muito mais caro.

No site oficial XPEnology você pode encontrar um grande número de tutoriais e guias para instalar e configurar o sistema operacional DSM em seu computador, além disso, devemos lembrar que é totalmente gratuito. Outro ponto forte é que teremos tutoriais relacionados a como aproveitar ao máximo o servidor, como instalar um Pi-Hole para bloquear anúncios, a popular VPN WireGuard e muito mais.

O sistema operacional DSM instalado será exatamente igual ao oficial, para que possamos instalar softwares adicionais sem problemas. Muitos usuários ainda preferem usar este sistema operacional em seus próprios computadores em vez de usar TrueNAS, XigmaNAS, UnRAID ou similares, porque o DSM é muito fácil de usar e muito intuitivo.

Como você viu, temos um grande número de sistemas operacionais para servidores NAS, sejam eles servidores NAS de grandes fabricantes como QNAP, Synology ou ASUSTOR, bem como outros servidores com o hardware que desejamos, para aproveitar ao máximo seu potencial. O melhor sistema operativo que pode escolher é aquele que melhor se adapta às suas necessidades, e que também se adapta aos seus conhecimentos de Unix / Linux, pelo facto de termos muitas possibilidades, pode escolher aquele que mais lhe convém.