Como os códigos QR microscópicos da Apple revolucionaram a fabricação do iPhone

Muitos iPhone os usuários podem não estar cientes dos códigos QR microscópicos ocultos integrados em seus dispositivos desde 2020. Apple empregou discretamente esta estratégia para otimizar os custos de produção e economizar somas substanciais. Neste artigo, vamos nos aprofundar na incorporação desses minúsculos códigos QR pela Apple nos iPhones e como essa inovação transformou seu processo de fabricação.

Estratégia da Apple para transparência na produção de componentes do iPhone

A Apple concebeu engenhosamente uma estratégia para aumentar a transparência relativa à produção de componentes do iPhone, incluindo os ecrãs cruciais. Escondido da vista de todos, o seu iPhone esconde um código QR microscópico que escapa ao olho nu.

código qr secreto do iphone

O segredo: códigos QR invisíveis

O código QR na tela do seu iPhone é provavelmente algo que você nunca viu. A explicação é bastante simples: esses códigos são tão minúsculos que passam despercebidos pela maioria das pessoas. Desde 2020, a Apple vem incorporando códigos QR invisíveis em iPhones, e a lógica por trás dessa abordagem é o controle de custos e economias substanciais.

Dentro de um iPhone, vários códigos QR estão impressos nos componentes internos. É importante ressaltar que você não precisa desmontar seu dispositivo para localizá-los, e isso é desencorajado. Esses códigos assumem um papel fundamental no fornecimento à Apple de dados detalhados sobre as origens dos componentes. No entanto, a intriga se estende ainda mais, já que até a tela do iPhone contém um código QR oculto.

De acordo com relatos da mídia americana, esses códigos de barras ou códigos QR são gravados no vidro do iPhone em vários estágios do processo de fabricação. A introdução desta estratégia como uma inovação em 2020 visa principalmente ajudar a Apple a “rastrear e reduzir defeitos” ao longo da sua linha de produção. A singularidade dos códigos QR reside no seu tamanho: são tão diminutos como grãos de areia e, como esperado, permanecem visíveis apenas através de equipamentos especializados ou microscópios, tornando-os imperceptíveis para os utilizadores.

tela do iPhone 11

Objetivo da Apple com códigos QR microscópicos

Como a Apple pode se beneficiar desses minúsculos códigos QR em seu processo de produção? Esses códigos permitem que a empresa monitore com mais precisão a quantidade de unidades de lamela de vidro fornecidas por seus parceiros – Lens Technology e Biel Crystal – e avalie o número de unidades defeituosas que são descartadas durante a produção.

Historicamente, Lens e Biel representaram desafios para a Apple na determinação da taxa real de defeitos, potencialmente inflacionando os custos de produção. Em resposta, a Apple fez investimentos multimilionários para instalar equipamentos de laser e digitalização nas instalações de Lens e Biel. Esses dispositivos têm uma dupla finalidade: gravar o código QR microscópico na superfície do vidro e digitalizar a lamínula após a conclusão do processo de produção.

Embora o conceito possa parecer simples à primeira vista, a Apple teve que fazer algumas adaptações para uma implementação bem-sucedida. Nas tentativas iniciais, a gravação a laser dos códigos no vidro comprometeu a integridade da tela. Os testes de queda revelaram consistentemente que as rachaduras no vidro se originaram na localização do código QR. Os engenheiros da Apple tiveram que desenvolver novas técnicas empregando lentes de microscópio com anéis luminosos para contornar esse problema.

tela_bloqueada_iPhone

Felizmente, o resultado foi frutífero. Desde a incorporação destes códigos QR, os fornecedores da Apple conseguiram reduzir a taxa de descarte de unidades de vidro de 3 em 10 peças para apenas 1 em 10 peças. Isso significa que a Apple economiza centenas de milhões de dólares anualmente por meio desta solução de código QR. Além da economia de custos, esta inovação proporciona maior transparência no processo de produção, permitindo à Apple tomar decisões estratégicas e bem informadas em relação a melhorias de qualidade.

Concluindo, os códigos QR microscópicos da Apple podem ser invisíveis a olho nu, mas o seu impacto na eficiência da produção e na redução de custos é inegavelmente substancial.