O Face ID funciona bem no iPhone com a luz desligada?

Se você está pensando em comprar um novo iPhone, exceto para o 'SE' de 2020, os demais já incorporam ID do rosto como um sistema de segurança biométrica. Se você não sabe como funciona ou já é usuário de um iPhone que o possui e tem dúvidas sobre ele, ficará interessado em saber como. trabalha com a luz apagada.

E é que se contextualizarmos o sistema de reconhecimento facial de outras marcas, é comum nos depararmos com problemas para que nos reconheçam quando não há luz ou quando está muito escuro. Esta também é uma diferença clara com o sistema de reconhecimento de impressão digital, que não implica em dificuldades com a luz ambiente. Contudo, Appleo sistema é muito diferente do resto nesta área.

O Face ID funciona bem no iPhone com a luz desligada

O Face ID funciona da mesma forma com qualquer tipo de luz

Os problemas para o Face ID detectar você podem ocorrer em casos específicos, como quando você está cobrindo uma parte do rosto ou não tem o iPhone localizado a uma distância específica e em um ângulo de captura ideal. No entanto, nunca lhe dará falhas por não reconhecê-lo com pouca luz. Além disso, você pode estar em um local completamente escuro e com o brilho do dispositivo no mínimo, pois o sistema poderá reconhecê-lo perfeitamente.

Isso acontece porque o sistema implementado pelos iPhones com Face ID é composto por vários sensores que a Apple chama de TrueDepth. Estes lançam uma série de raios infravermelhos que, como tais, são imperceptíveis ao olho humano, mas que o sistema serve para colocar em seu rosto uma série de pontos que são capazes de reconhecer se se trata de um rosto cadastrado no sistema ou não.

sensores truedepth face id iphone

Essas luzes infravermelhas são as únicas de que o ID Facial precisa, então não importa o tipo de luz na sala em que você está e, portanto, funciona bem em qualquer situação. Esses infravermelhos só vai causar problemas se encontrarem um obstáculo entre o seu rosto e o iPhone ou, como já dissemos, se você mesmo tiver coberto alguma parte do rosto considerada essencial para o reconhecimento.

Nem é preciso dizer que isso no final serve tanto para desbloquear o aparelho quanto para colocar uma senha ou fazer pagamentos com o Apple Pay. Todas as situações em que o ID Facial atua, ele o faz da mesma maneira.

O Face ID não é perfeito, mas aqui a batalha vence

Existem muitas desvantagens que podem ser colocadas no Face ID, como que em certas situações é mais desconfortável do que o Touch ID clássico, que ainda não pode ser usado com o iPhone colocado horizontalmente ou que se usarmos uma máscara ou óculos polarizados ele não será capaz de nos reconhecer. No final das contas, essas desvantagens costumam ser comuns em todos os exames faciais.

Essas luzes infravermelhas de que falamos não são úteis apenas para reconhecimento com pouca luz, mas também garantem maior confiabilidade e segurança no sistema. É por tudo isso que sempre se fala que o Face ID é o melhor reconhecimento facial do mercado, pois apesar da existência de bons sistemas em alguns Android dispositivos, nenhum deles oferece tanta versatilidade e confiabilidade quanto aquele. Que métodos alternativos posteriores podem ser perdidos, como se a competição os tivesse, é uma questão diferente.